Me Blogando

Notebooks engolindo desktops. Será?

É de conhecimento de todos que principal tendência da tecnologia é a redução de tamanho. Hoje em dia, quanto menor, melhor, e é exatamente o que tem acontecido com os computadores. Olhando nas lojas virtuais não é difícil encontrar notebooks em promoção. Mas por que será que a procura cresceu tanto? Vamos analisar:

Quem tem um desktop em casa sabe que ele exige uma mesa adequada, ocupa um espaço considerável especialmente em ambientes não muito espaçosos e não é fácil limpar embaixo dele. Óutra característica é que normalmente ele é um tanto feio, o visual dele não agrada, é difícil parecer organizado com aquele mundo de fios e cabos, e dependendo do gabinete que você tem, plugar algum equipmento USB pode se tornar um exercício físico.

Já o notebook tem características bem opostas. É pequeno, leve, portátil, bonito, não dificulta a limpeza, plugar qualquer coisa nele não exige mais do que o movimento de um braço, não exige uma mesa própria, não tem aquele emaranhado de fios e da um visual mais moderno em qualquer ambiente. E pensando bem é até mais facil escrever sobre ele do que sobre o desktop.

Agora vamos analisar a parte mais técnica:

O desktop é mais barato, tem muito mais hardwares à disposição por um valor bem menor, permite configurações mais personalizaveis, encontrar drivers para ele é muito simples, e fazer upgrades é simples e fácil.

O notebook costuma ser mais caro, não tem uma configuração muito aberta à mudanças, qualquer hardware para ele é mais caro que o equivalente para o desktop, normalmente não é tão robusto para aplicações pesadas como jogos e quando é acaba sendo muito caro principalmente se comparado à um desktop de configuração equivalente, para se encontrar drivers depende do CD que vem junto e do site do fabricante do notebook, e atualmente um grande problema que é o Windows Vista. Muita gente não se entende ou não quer usar o sistema por preferir o Windows XP, mas nem todos os notebooks permitem a troca de sistema com facilidade. Há casos de notebooks onde o fabricante oferece apenas os drivers para o Windows Vista, e isso amarra o usuário no S.O.

Considerações finais
Analisando tudo isso da pra concluir que, se você não exige um desempenho excepcional, um notebook com certeza é uma grande opção para você economizar na conta de luz, espaço e ter mobilidade. E existem hoje em dia ótimos notebooks com preços bem acessíveis.
Porém, se você é um usuário que precisa de uma máquina poderosa, se você é um hard gamer ou se gosta de se manter sempre com uma configuração atualizada, é melhor investir em um desktop que vai lhe permitir saciar sua sede por desempenho.

quinta-feira, 31 janeiro 2008 Posted by | Tecnologia | Deixe um comentário

Cara de pau ou tonto?

Sabe aquele dia em que você acorda disposto, bem humorado e com a certeza de que o mundo conspira à seu favor? Eu acordei assim na última sexta-feira. E, como acordei disposto e bem humorado, fui trabalhar contente e pensando em colocar muitas coisas em dia. Porém, Murphy também acordou inspirado naquele dia. Vou lhes contar o que houve:

Entrei no carro e fui trabalhar, sem nenhum problema. Chegando na empresa, fiz o ritual de costume. Liguei o computador, chequei meus e-mails, organizei o que tinha para fazer… e fui tomar café com as bolachas que levei. Foi aí que começou a ficar difícil. Ao colocar o chocolate no copo na máquina, não sei como, consegui derramar na minha mão. Tirei o copo de lá e fui dar uma sacudida na mão pra tirar o excesso de chocolate derramado nela. Nisso, sujei toda a lateral da máquina de chocolate. Como era cedo ninguém viu minha cagada, então tratei de limpar rapidamente e fui tomar meu café. Depois de passar margarina nas bolachas, exatamente todas as que eu mordia quebravam e caiam na mesa com a margarina pra baixo. Sei que essa é quase uma lei da física, mas não consegui deixar de pensar que era perseguição.
Durante o decorrer do dia, evitei fazer coisas delicadas, evitando eventuais cagadas que eu com certeza ia fazer, tamanha era a minha “pata de elefante” naquele dia.
Mas a cagada-mãe ainda estava por vir.
Na hora do almoço, um colega de outro departamento convidou para almoçar numa barraca de frutas que tem a alguns quilômetros da empresa. Então, no horário combinado, fui saindo, encontrei com ele, que conversava com outra pessoa. Então comecei a conversar com outro grupo por perto, e fomos todos saindo para o estacionamento. Meu colega estava um pouco mais à frente, conversando. Eu conversando com a outra turma. Então saimos da empresa, meu colega foi para o carro dele, e eu passei por ele e fui com o outro pessoal, entrei no carro… e então um deles perguntou: “E aí, onde vamos almoçar?”. Nessa hora senti que havia acontecido algo muito ruim comigo. Eu simplesmente entrei no carro de um colega, achando, sei lá por que raios, que todos estavam indo à maldita barraca de frutas. Eu poderia muito bem ter disfarçado, dado alguma idéia e passar por muito cara de pau por ir almoçar com o pessoal que nem me convidou. Mas lembre-se, eu estava com Murphy me acompanhando, então obviamente minha boca foi mais rápida que meu cérebro para responder aquela pergunta com outra pergunta: “Como assim? Vocês não vão na barraca de frutas com Fulano? É pra lá que eu combinei de ir!”. Juro que senti o carro pular quando começaram a rir, os quatro que estavam comigo. E assim foi o caminho todo, até o lugar onde resolveram comer. Até hoje isso é motivo de risadas.

Detalhe cruel: tirando eu, que entrei no carro de gaiato, haviam 4 pessoas no carro. O lugar onde fomos só tinha mesas para no máximo 4 pessoas. Eu literalmente sobrei naquele dia.

Alguém aí já fez algo do tipo?

quarta-feira, 30 janeiro 2008 Posted by | Geral | Deixe um comentário

Silence!! I kill you!!

Ontém me indicaram um vídeo muito engraçado do youtube. É um show com um ventríloquo e seu fantoche Achmed, um terrorista morto, abusado e muito engraçado. Recomendado para quem quer rir muito. O vídeo está em inglês mas possui legendas. Aí vai:

Divirtam-se!

quarta-feira, 30 janeiro 2008 Posted by | Humor | Deixe um comentário

Pra começar…

Olá caros (e raros) visitantes. Sejam bem-vindos ao meu blog.

Primeiramente, gostaria de me apresentar: meu nome é Filipe, tenho 23 anos, sou do interior de São Paulo, trabalho na área de informática numa empresa do ramo alimentício, e atualmente estou cursando o segundo ano do curso de Ciência da Computação, mas com planos de mudança que em outro post explico o motivo.

Criei este blog com o simples intuito de ter algo interessante para fazer e desenvolver. Vou fazer deste espaço mais que uma experiência. Ele será um reflexo da minha vida, e terá conteúdo variado. Espero poder desenvolver com vocês leitores um vínculo diferente. Será um espaço para que eu possa refletir a minha personalidade, gostos e acontecimentos.
Por ser um reflexo, espero que vocês possam se identificar com as minhas experiências, e sintam-se totalmente livres para comentar sobre os posts, tirar algumas dúvidas relacionadas a informática (as que eu não souber responder vou procurar descobrir respostas), que é a minha área, ou sugerirem tópicos para abordar e abrirmos discussão no blog.

Gostaria então de contar com o apoio dos visitantes, e que comentem os posts, digam se estão bons ou não, critiquem, pois tudo será bem vindo!

E pau na jaca!! :]

quarta-feira, 30 janeiro 2008 Posted by | Geral | 1 Comentário